O CROMO DA BOLA

Sousa Cintra é uma figura caricata, mas que ninguém deve levar muito a sério. Diz o antigo presidente do Sporting, em entrevista ao Record, que Luís Filipe Vieira queria, de facto, ficar com alguns jogadores dos leões que rescindiram, mas que à última hora foi ele, Sousa Cintra, quem impediu que tal acontecesse.

Segundo contou aos amigos do Record, terá sido ele próprio a dizer ao presidente do Benfica: “Calma aí, não vai ficar com nenhum jogador nosso.” Bom, uma coisa é o que diz Sousa Cintra. Outra coisa é a verdade. Foram vários os jogadores do Sporting, na realidade, que estavam na disposição de se mudar para a Luz. Não só os que rescindiram, como outros que estiveram perto de rescindir. Como, aliás, outros que ainda hoje estão em Alcochete, mas que preferiam estar no Seixal. Então, mas se é mesmo assim, porque razão é que o Benfica não ficou com nenhum jogador que estava no Sporting na última época? Por uma razão: porque Sousa Cintra, de facto, teve uma conversa com Vieira, mas não para lhe dizer “calma aí”. Muito pelo contrário. O que se passou foi um pedido de clemência em nome de uma longa amizade. Vieira, que é realmente um homem com valores que o distinguem de muitos canalhas que andam no futebol, ficou sensibilizado com o pedido desesperado de Cintra. E deixou a situação cair. Em função do interesse dos vários jogadores do Sporting que rescindiram, teria sido muito fácil o Benfica ficar com vários reforços a custo zero. Mas o presidente das águias quis dar um sinal de boa vontade e retomar, com os leões, relações que pareciam perdidas. Deu a palavra ao amigo de que não iria buscar ninguém. E o amigo, o tal que há uns anos atacou forte na Luz e roubou Paulo Sousa e Pacheco (e ainda tentou mais 5 ou 6), nem sabia como agradecer a Vieira por tamanho gesto de grandeza. Como a memória é curta, agora vem contar uma história diferente e armar-se em herói. Termino só com mais esta: não foram apenas jogadores do Sporting que quiseram mudar para o rival: foram também treinadores, médicos e até dirigentes. E mais não digo…

Andam muito preocupados com os meus Posts, e hoje mais um foi eliminado por denúncias. Basta eu responder a estes cromos com uma verdade vem logo atacar e denunciar aquilo que escrevo.

Sei que deve ser triste e frustrante ser galhudo, ser Boiola, ser infeliz, mas é um enorme gozo saber da vossa vida, vejamos este só porque falei uma verdade, veio logo denunciar o post com os amigos.

Acredito que seja mesmo frustrante mas paciência, não é de uma forma passa a ser de outra.

Deixo aqui algumas das denúncias e uma palavras que me satisfaz.

Algo de muito grave caminha para ser público. Os ratos vão começar a fugir e no final sou eu quem se vai rir. Aliás já estou a rir.

Uma história de encantar, construída por um conjunto de homens que levaram o Benfica aos títulos europeus.

Não foi um, nem dois, nem três homens individualmente, mas sim um conjunto de homens geridos por um presidente que lhes pagava já na altura o que mereciam para tudo conquistarem, para honrarem o MANTO SAGRADO.

 

Entre eles destacou-se o grande Eusebio da Silva Ferreira, que ficou reconhecido no Mundo inteiro pelo extraordinário jogador que foi, pelo homem humilde que sempre foi e pelo respeito ao Benfica que sempre teve.

Após terminar a carreira futebolística, o grande Eusebio nos momentos mais complicados da história recente do Benfica, era quem muitas vezes apelava á Uniao, era quem dava a cara e guardava o sofrimento no coração, era realmente um símbolo vivo que se destacou dos demais com o reconhecimento Mundial.

Em qualquer parte do Mundo falamos de Eusébio e Benfica todos conhecem, falamos de António Simões e ninguém sabe quem ele é, no entanto deve ser respeitado por todos os Benfiquistas, pela história que ajudou a construir, mas nunca o seu valor vai ser superior á instituição Benfica, tem que ter também respeito, pela instituição e não está a ter, como já não teve num passado recente, que num momento de muita dificuldade financeira do clube meteu em tribunal para receber. Eis que hoje o ouvi dizer que tem independência financeira para poder falar como fala, mas esquece-se que essa independência foi no Benfica que obteve a maior parte, que essa independência financeira, foi com o prestígio que o Benfica lhe deu que adequiriu, e não com o prestígio que ele deu ao Benfica porque ele sozinho nunca teria sido nada e o Benfica sem ele seria sempre Benfica.

Se o grande Eusebio cá estivesse ia certamente ensinar a este senhor António o que é digerir problemas internamente, certamente ia dar-lhe uns cachaços para estar calado e aprender a respeitar o símbolo que o fez ser quem é!!!

Eusebio dizia que devia tudo ao Benfica, mas este quer dizer que o Benfica lhe deve tudo!

Certamente o Eusébio ia ensinar também como receber sem por o clube do coração, o clube que lhes fez uma vida em tribunal.

O respeito é digno de existir, mas ser respeitados é oportuno e exige-se, e jamais podemos cuspir no prato onde comemos.

Será que outros valores não se estão a l€cantar? €€€€€€€€€

Mas quem será o candidato que vai apoiar e as funções que exerceria numa nova direção?

Quais os valores sentimentais que tem pelo Benfica, para dar uma entrevista no canal que mais quer destruir o Benfica? Já duvido muito dos seus sentimentos pelo Benfica e acredito mais no seu sentimento de protagonista e financeiro.

 

Elas são bem conhecidas no mundo de futebol,

 

Sónia Carneiro, ficou famosa após uma Publicação em 2012, onde afirmava na sua conta pessoal do Facebook que o estádio da Luz estava preparado para ser o salão de festas do FCP

 FB SÓNIA CARNEIRO 2012

Já aqui demonstrava indirectamente o seu fanatismo pelo FCP,

Andreia Couto, adepta ferrenha do FCP, irmã do antigo capitão Fernando Couto, foi posta na liga pelo clube azul á vários anos, entre as cunhas dos majores e companhia.

 

As duas fazem parte do tentáculo do polvo azul na liga, no entanto chegou a hora do ataque ao poder e satisfazer o seu chefe.

Confirma-se assim a rasteira feita pelos grandes amigos, chefe e Carneiro, fizeram a cama á Couto, mas ela já começou a dar com a língua nos dentes, e ainda vai dar mais.

 

Assim se inicia o desmontar do “POLVO” azul, mas não vai ficar por aqui, no que diz respeito a organismos públicos.

Manuel Oliveira, mais conhecido na região onde vive em Gondomar por Chalina, homem que foi padeiro 👨‍🍳 fazia pão e entregava na mesma região.
Faz-se acompanhar nas visitas de camarote pelo seu amigo Pedro Ferreira, treinador do Rio Tinto, conhecido por “O Abramovic”.

Chalina é conhecido entre os amigos pelo “Ódio” que tem pelo Benfica, onde diz mesmo entre eles que há-de prejudicar ao máximo o Benfica, nem que para isso tenha que ser irradiado.

Vizinho de Vasco Santos, o “VAR” do último jogo, “que compra os exames médicos”, para poder exercer funções por problemas de visão. Quanto a este deixo um desafio, a federação que o obrigue a fazer um exame à vista e o torne público pois no passado sábado notou-se esse problema. E ninguém está a brincar com esse assunto.

Voltando ao Chalina “Padeiro”, também foi entregue no local certo os registos fotográficos do Jantar do ano passado com diversos colegas da mesma cor e que exercem as mesmas funções, na Quinta D. José em Gondomar.

Se até a pouco andava tudo de forma livre, hoje em dia mais livre se pode andar, afinal, de Padeiro a Árbitro é só entregar pão 🍞.

Estejam atentos, tudo isto foi feito por pessoas que o conhecem bem, eu só tive acesso.